A Justiça de São Paulo decidiu esta manhã pela suspensão do leilão da casa do ex-banqueiro Edemar Cid Ferreira, fundador do falido Banco Santos. A casa de Cid Ferreira, com cerca de 8 000 m2 e uma coleção de obras de arte, iria a leilão no site Superbid, ofertada pela administração da massa falida do banco, por 118 milhões de reais. Há um mês, as condenações de Cid Ferreira foram anuladas por alegação de erro processual e os advogados discutem na justiça a extensão da falência aos bens de empresas detidas pelo ex-banqueiro no exterior e de propriedade de sua esposa, Márcia Cid Ferreira. Para o tribunal, o leilão da casa depende da avaliação desse recurso.