Você já sabe, já conhece muito bem: a epidemia de vloggers e youtubers que tomou a internet nos últimos anos se espalhou mais rápido que chuchu na cerca. Apesar de alguns aspirantes a PewDiePie já estarem conseguindo alguma renda com propagandas em seus canais, é agora que as coisas realmente terão chances de engrenar de verdade: a Nintendo anunciou nesta quinta-feira (29) o Nintendo Creators Program, um programa de incentivo para videologgers que produzirem conteúdo exclusivo envolvendo jogos da marca.

nintendo-creators

Algum tempo atrás a empresa de Yamauchi causou um misto de revolta e polêmica ao declarar sua posse sobre todos os vídeos “let’s play” do YouTube que possuíssem conteúdo explicito Big N. Na época eles também jogaram um biscoito aos youtubers ao prometer uma forma de conciliação em breve. Pois bem, o momento chegou!

“O Nintendo Creators Program é um serviço pelo qual a Nintendo dá a você parte dos ganhos com propagandas que ela recebe do YouTube por vídeos relacionados aos jogos da empresa”, disse a Nintendo no press-release anunciando a novidade. Antes, esses rendimentos das propagandas que incluíam conteúdo da Nintendo iam direto para os bolsos da Nintendo, algo que a empresa diz estar “de acordo com as regras do YouTube”. Agora “a Nintendo vai enviar [aos criadores de vídeos] parte desse lucro por qualquer vídeo ou canais que contenham material relacionado à empresa”.

Basicamente, o Creators program é um sistema que paga a quem criar vídeos com jogos da Nintendo – sejam “let’s play”, trailers, maratonas e adjacências, no YouTube. Fácil assim? Mais ou menos: para participar do programa, é necessário que o vlogger faça sua inscrição na página do projeto e, após esse passo, inscreva seu canal (caso este seja exclusivamente voltado à Nintendo) ou seus vídeos avulsos, um por um. O período para avaliação do conteúdo é de até três dias, e o Iwatinha pode ou não aprová-lo.

A divisão dos lucros será a seguinte: a Nintendo fica com 70% da renda obtida através de anúncios, para o caso de canais inscritos, e 60%, para o caso dos vídeos individuais, o resto é enviado para os criadores. Os pagamentos serão feitos via PayPal, dois meses após a receita gerada (vídeos de janeiro, por exemplo, serão pagos em março, vídeos de fevereiro, em abril, e assim por diante).

O programa será lançado oficialmente em 27 de maio, mas sua fase beta já está no ar.

E por falar em Nintendo, não há razão para pânico ou temor de não receber seu pagamento pelo trabalho, caro Youtuber. Apesar das fortes ameaças de queda de mercado e sua saída à egípcia do mercado brasileiro, a empresa continua gerando lucros e levanta a cabeça vitoriosa perante o mercado mundial.

mario kart 8

Os dados fiscais do período entre outubro e dezembro de 2014 mostram um caixa de cerca de US$ 270 milhões, com lucro operacional de US$ 268 milhões, um aumento considerável em comparação ao período de julho a setembro do mesmo ano, que apresentou lucro operacional de US$ 76 milhões. A expectativa é de que a empresa encerre o ano fiscal de 2014 com US$ 424 milhões em caixa.

O grande protagonista da alta das posses da empresa continua sendo o Nintendo 3DS, que vendeu aproximadamente 4,99 milhões de unidades entre outubro e dezembro. Muito embora pareça um número polpudo, as vendas do portátil durante o mesmo período de 2013 foram de 7,76 milhões de unidades, o que nos dá (escalonadamente menor, mas dá) um panorama da situação financeira da companhia.

O guerreiro Wii U apresentou ligeira queda de vendas em comparação ao ano anterior: 1,91 milhões de unidades em 2014, enquanto, no mesmo período de 2013, vendeu 1,95 milhões de unidades. As vendas totais do console, desde seu lançamento, somam 9,2 milhões de unidades.

Com informações: Engadget, Kotaku.

Nintendo lança programa de incentivo a Youtubers